Aos poucos, a Huawei volta a poder negociar com seus fornecedores

Aos poucos, a Huawei volta a poder negociar com seus fornecedores

As coisas esto melhorando aos poucos para a Huawei. Principal alvo do governo dos Estados Unidos, em sua guerra comercial com a China, a empresa viu boa parte de seus fornecedores serem proibidos de negociar com a companhia por presso dos norte-americanos. Mas agora, mais e mais empresas esto conseguindo aprovao para manterem seus contratos.

Nesta semana, a Sony e a Omnivision receberam licenas para fornecer componentes para a Huawei. Lderes mundiais no fornecimento de sensores de imagem para cmeras digitais, as empresas foram liberadas pelos EUA para enviar produtos para a Huawei Technologies.

Essa uma tima notcia para a fabricante chinesa, j que boa parte do marketing dos seus aparelhos das sries Mate e P dependem das suas cmeras de ltima gerao. A Sony lidera o mercado de sensores, enquanto a Omnivision – que embora tenha sua sede na Califrnia, foi adquirida por um fundo chins em 2014 – s fica atrs da Samsung.

Divulga

Linha Huawei Mate 40. Imagem:Divulgao/Huawei

A aprovao tambm um alvio para os fornecedores. Desde que o governo dos EUA imps novas sanes companhia chinesa, a Sony viu surgir uma lacuna de bilhes de dlares nas vendas do fornecimento de sensores de imagem. Isso forou os japoneses a cortar seu plano de gastos de capital por trs anos.

Intel, AMD e Samsung Display tambm receberam aprovao norte-americana para continuar fazendo negcios com a Huawei. Os acordos garantem o suprimento de chipsets para laptops e painis OLED para smartphones. At agora, a fabricante estava com a compatriota BOE como nico fornecedor de telas.

Outras 300 empresas solicitaram uma licena especial do governo dos EUA para continuar fazendo negcios com a Huawei, incluindo Samsung Electronics e SK Hynix. Os norte-americanos, porm, esto restringindo as autorizaes a contratos que no sejam relacionados a telecomunicaes 5G.

Via: Android Authority/Gizmochina


Sony China Huawei estados unidos eua x china sensor de imagem guerra comercial

GarotoProdigio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *