governo de SP anuncia os três primeiros grupos a receber vacina

governo de SP anuncia os três primeiros grupos a receber vacina

Durante coletiva de imprensa realizada na segunda-feira (5), o secretrio estadual da Sade, Jean Gorinchteyn, confirmou que a imunizao contra a Covid-19 em So Paulo priorizar educadores e portadores de doenas crnicas logo aps os profissionais de sade. O governo de So Paulo, por meio de uma parceria entre a farmacutica chinesa SinoVac e o Instituto Butantan, esto testando a vacina conhecida como CoronaVac.

No dia 30 de setembro, o governador do estado, Joo Dria (PSDB-SP), assinou um contrato que assegurava 46 milhes de doses da medicao, mas ela ainda precisa ser aprovada pela Agncia Nacional de Vigilncia Sanitria (Anvisa).

“Educadores devero ser o segundo grupo vacinado. O nmero de servidores da rede estadual de ensino chega a 250 mil [pessoas]. Ns tambm incluiremos servidores municipais e da rede privada. Depois sero os portadores de doenas crnicas”, disse o secretrio. A medida parte do plano de imunizao populacional promovido pelo governo de So Paulo, que antecipa o incio da campanha de vacinao para 15 de dezembro, caso as pesquisas e aprovaes ocorram como planejado.

ReproduO governador de SP, Joo Dria, com a vacina CoronaVac: vacinao contra a Covid-19 pode comear em dezembro, caso medicamento seja aprovado pela Anvisa. Imagem:Divulgao/Governo de SP

Atualmente, a CoronaVac est em sua fase final de testes, em que uma ampla gama de voluntrios – cerca de 9 mil pessoas – est recebendo ou a medicao ou algum placebo. Se tudo correr bem neste momento decisivo, o imunizante ser direcionado Anvisa para aprovao. Das 46 milhes de doses contratadas, o governo receber da SinoVac cerca de 6 milhes, seguidas de insumos mdicos para que o prprio Instituto Butantan produza os outros 40 milhes localmente. O valor assinado de US$ 90 milhes (R$ 504,13 milhes em converso direta).

Outra vacina

Paralelo CoronaVac, a vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford em parceria com a empresa AstraZeneca tambm segue em estado avanado de testes. Segundo as informaes noticiadas peloOlhar Digital nesta tera (6), um programa de vacinao pode ser implementado no Reino Unido em trs meses, efetivamente imunizando a populao adulta da regio “nos prximos seis meses”. Neste caso, porm, o programa excluiria crianas.

Recentemente, a Agncia de Medicina Europeia (European Medicines Agency) confirmou que estava avaliando dados da vacina pesquisada pela AstraZeneca, em parceria com a Universidade de Oxford, em tempo real – algo indito na histria do rgo, com o objetivo de acelerar o processo de aprovao do medicamento para a regio.

A notcia solidificou ainda mais a posio do imunizante de Oxford, que j vinha sendo enxergado pelo mundo como o projeto mais avanado contra o novo coronavrus, que atingiu recentemente a marca de um milho de mortos.

Fonte:O Globo

Confira em tempo real a COVID-19 no Brasil:

GarotoProdigio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *