Intel vence 2ª fase de contrato para criar chips para o Pentágono

Intel vence 2ª fase de contrato para criar chips para o Pentágono

A Intel anunciou nesta sexta-feira que ganhou a segunda etapa de um contrato para ajudar o Departamento de Defesa dos EUA a produzir chips mais avanados dentro dos Estados Unidos.

Segundo a agncia de notcias Reuters, a empresa ir usar suas fbricas no Arizona e no Oregon para ajudar os militares a desenvolver prottipos de chips. Para isso, usar uma tecnologia sua que permite que “mdulos” (chiplets) de diversos fornecedores sejam combinados em um s chip, algo que alm de resultar em um produto fisicamente menor, ajuda a reduzir o consumo de energia.

A Intel j havia ganho parte da primeira etapa do contrato, em 2019. O valor para esta nova etapa no foi divulgado. O projeto est sendo supervisionado pelo Naval Surface Warfare Center, Crane Division.

Por questes de segurana nacional, o Departamento de Defesa dos EUA vem aumentando seus esforos para produzir chips no pas. Atualmente 75% da produo mundial vem da sia, de “Foundries” como a TSMC em Taiwan e Samsung na Coreia do Sul.

Muitos desafios

No mercado consumidor, a Intel vem enfrentando vrios desafios. Em junho deste ano a Apple anunciou que deixar de usar os processadores da empresa em seus Macs, substituindo-os por chips desenvolvidos “em casa” e baseados na arquitetura ARM, derivados dos j usados no iPhone e iPad.

Em termos de volume de vendas a migrao no representa uma grande perda para a Intel, mas certamente prejudica a imagem da tecnologia da empresa, j que a Apple apresenta seus chips como sendo mais rpidos e sofisticados que os da antiga parceira.

Em outra frente, a demora da Intel em implementar um processo de 10 nanmetros para a produo de chips reacendeu uma disputa dormente com a AMD, sua rival de longa data, que com seus chips baseados na arquitetura Ryzen vm ganhando espao entre os usurios que exigem alto desempenho, como gamers, e at mesmo no mercado de notebooks, onde nunca teve participao expressiva.

Fonte: Reuters


Intel Processadores Chip EUA militar tecnologia militar governo dos eua

GarotoProdigio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *