Nasa apresenta novo rover que encara qualquer terreno

Nasa apresenta novo rover que encara qualquer terreno

No havercraterasou penhascos que impediro o DuAxel de completar sua misso cientfica. O novoroverapresentado pelaNasafoi projetado para vencer qualquer terreno (at os quase verticais) naLua, emMartee alm.

Na verdade, o DuAxel composto por um par de veculos de duas rodas (quase comohoverboards“off-road”), cada um chamado Axel. Com a estratgia de “dividir para conquistar”, o rover pode ancorar seu chassi no solo e se separar para vencer obstculos de diversos tamanhos.

De acordo com a Nasa, um nico fio une as duas metades do rover – que se desenrola se o eixo dianteiro do veculo precisar descer alguma encosta. Usando instrumentos armazenados internamente, o Axel pode estudar um local que normalmente estaria fora de alcance dos rovers comuns.

O DuAxel foi testado no Deserto de Mojave, nos Estados Unidos, por uma equipe de engenheiros do Laboratrio de Propulso a Jato da Nasa. “Ele teve um desempenho extremamente bom no campo, demonstrando com sucesso sua capacidade de se aproximar de um terreno desafiador, ancorar e, em seguida, desencaixar seu rover Axel”, conta o tcnico de robtica do JPL, Issa Nesnas.

A ideia por trs da criao do rover trazer o mximo de versatilidade: a configurao de quatro rodas consegue dirigir grandes distncias em paisagens acidentadas, enquanto a verso de duas rodas oferece uma agilidade que veculos maiores carecem. “O DuAxel nos d acesso a terrenos extremos em corpos planetrios como a Lua, Marte, Mercrio e, possivelmente, alguns mundos gelados, como a lua de Jpiter, Europa”, completa Nesnas.

Para efeitos de comparao, um rover convencional – at mesmo os mais modernos em funcionamento atualmente, o Curiosity (que est em Marte) e o Perseverance (que est a caminho de l) – projetado para atravessar encostas de at 30 graus. O DuAxel, alm de se separar, pode ser equipado com garras mais altas ou esteiras, para maior trao.

“A principal vantagem de usar DuAxel fica clara quando voc tem incerteza no local de pouso, como fazemos em Marte, ou voc quer se mudar para um novo local para fazer rapel e explorar”, explica Patrick Mcgarey, um dos membros da equipe de desenvolvimento do rover.

Via:Nasa

GarotoProdigio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *