Pesquisa constata que imunidade à Covid-19 dura por pelo menos 7 meses

Pesquisa constata que imunidade à Covid-19 dura por pelo menos 7 meses

Apesar de intensas pesquisas realizadas ao longo do ltimo ano, muito sobre a Covid-19 ainda desconhecido, especialmente em relao resposta imunolgica produzida pelo organismo contra a infeco. Um estudo conduzido nos Estados Unidos e publicado na revista Immunity pela Universidade do Arizona traz uma boa notcia: a presena de anticorpos eficazes contra o coronavrus no organismo foi recorrente mesmo aps 7 meses da infeco entre os pacientes acompanhados

A pesquisa traz uma nova luz sobre o tema. Vrios estudos mostraram que, aps uma infeco, vrios pacientes mostraram uma reduo drstica em anticorpos aps um perodo de 3 meses, e alguns passaram at mesmo a apresentar nveis indetectveis no sangue. No entanto, a nova pesquisa acompanha um outro tipo de resposta imune, diferente do que as primeiras anlises apontavam.

Como explica o comunicado da universidade, quando o vrus infecta uma clula, o sistema imunolgico ativa clulas plasmticas de baixa durao, que produzem os anticorpos para combater o vrus imediatamente. Essa resposta aparece nos testes sorolgicos em cerca de duas semanas aps a infeco, mas pode se dissipar aps pouco tempo. O que os pesquisadores fizeram foi acompanhar a segunda etapa da resposta, que cria clulas de plasma responsveis pela criao de anticorpos especficos de longo prazo, criando uma resposta contra o vrus de maior durao.

Pela pesquisa, essa segunda resposta se mostrou em nveis viveis por um perodo de pelo menos cinco a sete meses, mas os cientistas acreditam que esses anticorpos devem ter uma vida ainda mais longa. As respostas definitivas sobre a durao essa resposta s deve sair com um acompanhamento ainda mais prolongado, mas 7 meses j um bom sinal.

“O espao de tempo mais longo aps em indivduos foi de 7 meses, ento o perodo mais longo que podemos confirmar. Isso dito, sabemos que pessoas infectadas com o primeiro coronavrus da Sars, que o mais similar ao Sars-Cov-2, ainda tm imunidade aps 17 anos da infeco. Se o Sars-Cov-2 for minimamente parecido com o primeiro, esperamos que os anticorpos durem pelo menos dois anos, e seria improvvel ser menos do que isso”, diz Deepta Bhattacharya, professor na Faculdade de Medicina da Universidade do Arizona em Tucson. Os pesquisadores acreditam que as reinfeces registradas at o momento em um prazo inferior a esses so excees e apenas casos pontuais, e no a regra.

Apesar de o estudo ter acompanhado cerca de 6.000 pessoas, os pesquisadores conseguiram detectar o contgio e monitorar a resposta imunolgica em 200 delas, como relata o El Pas. Em apenas 6 dos casos o contgio foi estimado em um prazo entre 5 e 7 meses, no entanto.

A pesquisa tambm traz alguma perspectiva positiva para uma possvel vacina contra a Covid-19, que, para ser to til como se espera, precisaria induzir a produo de uma resposta duradoura. Se fosse necessrio vacinar a populao a cada trs meses, a campanha poderia ser invivel econmica e logisticamente.

Confira em tempo real a COVID-19 no Brasil:

GarotoProdigio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *