Singapore Airlines transforma aviões parados em restaurantes

Singapore Airlines transforma aviões parados em restaurantes

A Singapore Airlines transformou dois de seus avies que esto estacionados no aeroporto de Xangai, na China, em restaurantes. Com a queda na receita causada pelapandemia daCovid-19, a companhia tem procurado novas formas de incrementar seus ganhos. Os ingressos para ocupar os lugares disponveis nos avies foram esgotados em 30 minutos aps a abertura das vendas.

Os modelos Airbus A380 recebero os visitantes nos dias 24 e 25 de outubro. Foram vendidas quatro categorias diferentes de refeies, que vo desde um banquete em uma sute por aproximadamente US$ 474 (R$ 2.621,22 em converso direta) at uma experincia mais econmica que equivale a US$ 39 (R$ 215,67 em converso direta).

Cerca da metade dos assentos das aeronaves estaro vagas nas ocasies, isto porque a empresa deve prezar pelo distanciamento social exigido para evitar o contgio pelo novo coronavrus.

Reprodu

Para recuperar receita, ideia alternativa da Singapore Airlines foi transformar avies em restaurantes. Crditos: Aureliy/Shutterstock

Apesar dos ingressos para o evento j estarem esgotados, a Singapore Airlines planeja abrir uma lista de espera e investigar formas de acomodar a demanda extra.

Experincias gastronmicas

Para tentar mitigar pelo menos um pouco do impacto causado pelas paralisaes em viagens por meio de seus avies, a Singapore Airlines tem investido em outras experincias gastronmicas. Exemplo disso foi seu anncio de que ofereceria entregas de comidas com pratos completos e instrues de culinria para uma “lista de reproduo especialmente selecionada para recriar a experincia a bordo da SIA”.

Em julho, a empresa relatou um prejuzo lquido de aproximadamente US$ 825 milhes (mais de R$ 4 bilhes em converso direta) no trimestre encerrado em 30 de junho. J no final de setembro, a Singapore Airlines anunciou que estava explorando novas maneiras de ganhar dinheiro.

A chinesa considerou oferecer voos panormicos, que decolam e pousam no mesmo aeroporto, mas por questes ambientais desistiu da ideia. O mesmo no fez a Qantas Airlines, empresa de turismo areo que investiu na simulao de voos longos para incrementar a receita.

Fonte: The Verge


China inovao avies covid19 pandemia

GarotoProdigio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *