Twitter prioriza contas verificadas e de autoridades para combater fake news

Twitter prioriza contas verificadas e de autoridades para combater fake news

O combate à COVID-19 não se restringe somente a quarentena para evitar a disseminação do vírus entre as pessoas, mas também que notícias falsas (fake news) sobre o assunto não sejam compartilhadas, e as redes sociais têm papel fundamental nisso.

O Twitter, após começar a restringir anúncios cuja palavra-chave é o novo coronavírus, anunciou na última sexta-feira (20), que está priorizando perfis verificados que tem propriedade para falar sobre o tema, como médicos e instituições de saúde, por exemplo.

PSA about what we’re doing to Verify Twitter accounts that are providing credible updates around #COVID19: we are working with global public health authorities to identify experts and have already Verified hundreds of accounts, but there’s more to do and we could use your help.— Twitter Support (@TwitterSupport) March 21, 2020

PSA sobre o que estamos fazendo para verificar as contas do Twitter que fornecem atualizações confiáveis em torno do # COVID19: estamos trabalhando com autoridades globais de saúde pública para identificar especialistas e já verificamos centenas de contas, mas ainda há mais a fazer e poderíamos usar sua ajuda”, revela a publicação.

O comunicado ainda faz um alerta para que, caso você se enquadre como especialista na área de saúde, atualize suas informações na rede social para contribuir nesse processo de verificação.

Autoridades brasileiras “contaminam” o Twitter

Segundo um levantamento feito pelo site Núcleo Jornalismo, que cataloga diariamente os 50 assuntos mais comentados no Brasil e no mundo, o tema “coronavírus” só apareceu nos trending topics nacionais após o dia 12 de março, quando saiu o diagnóstico positivo para a COVID-19 em Fábio Wajngarten, secretário de comunicação do governo, e testes foram realizados no presidente Jair Bolsonaro.

GarotoProdigio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *