Uso de assistentes virtuais no Brasil cresce 47% durante a pandemia

Uso de assistentes virtuais no Brasil cresce 47% durante a pandemia

Aos poucos, a pandemia do coronavrus aproxima cada vez mais pessoas e tecnologias. Sem contar o aumento considervel da utilizao de computadores e smartphones — decorrente dos trabalhos remotos —, a quarentena no Brasil registrou um crescimento de 47% do uso de servios ou produtos com assistentes virtuais por voz. Os dados foram publicados pela empresa de cincia de dados Ilumeo, no ltimo dia 5.

A pesquisa, realizada por 1.100 participantes de diversas regies do pas entre maro e julho deste ano, levou em conta servios com funcionalidades em portugus, como a Alexa, da Amazon, Siri, da Apple, Google Assistente, do Google, entre outros.

Os resultados sobre a frequncia de uso foram surpreendentes: cerca de 48% dos entrevistados j utilizam a tecnologia ao menos uma vez na semana e aproximadamente 20% deles afirmaram fazer uso da inovao diariamente.

O relatrio apresentou ainda que 63% dos entrevistados consideram o uso do assistente de voz comum, consolidando ainda mais a tecnologia como algo familiar ao brasileiro.

Reprodu

Pesquisa da Ilumeo aponta que quase metade dos entrevistados j utiliza assistentes virtuais por voz semanalmente. Foto: Ilumeo/Divulgao

Motivaes do aumento

Uma das principais razes que ajudam a explicar a ascenso do uso de assistentes virtuais de voz durante a pandemia a praticidade. No toa, para 84% dos participantes, usar a tecnologia bem mais prtico do que digitar, principalmente para fins de buscas de informaes ou cessao dvidas.

J para 76% dos que responderam pesquisa, a grande motivao de utilizar a tecnologia a possibilidade de realizar outras tarefas simultaneamente. O motivo se torna ainda mais forte durante a quarentena, j que as pessoas passam mais tempo em casa e, muitas vezes, tm de se desdobrar para trabalhar remotamente, arrumar a casa, cuidar dos filhos… Tudo ao mesmo tempo.

Diante disso, 54% dos entrevistados tm visto mais valor na funcionalidade de produtos dotados com a tecnologia.

Reprodu

Apenas 22% encaram a tecnologia nociva privacidade dos seus dados e conversas, enquanto grande parte tem visto a funcionalidade com bons olhos. Foto:Clay Banks/Unsplash

Valor agregado marca

Outro dado interessante foi o fato de 70% dos participantes afirmarem perceber mais fora em empresas que dispem de servios e produtos dotados de assistncia por voz.

A informao pode impulsionar ainda mais as companhias a adaptarem seus produtos tecnologia de comando de voz, em busca de consolidar a notoriedade de suas marcas no mercado e angariar maior clientela.

Google, Apple e Amazon foram as marcas mais lembradas pelos participantes no assunto assistncia virtual. Menes honrosas tambm para o Bradesco, a Vivo e Motorola, que foram recordadas com menor frequncia durante a entrevista.

Reprodu

Google a marca associada a assistente de voz mais lembrada pelos participantes. Foto: Ilumeo/Divulgao

Outro ponto positivo para as companhias que a tendncia de alta do uso destes aparelhos eletrnicos deve continuar nos prximos meses, segundo a pesquisa da Ilumeo. Grande parte dos que responderam pesquisa confirmaram a pretenso de trocar aparelhos como smartphones, TVs, smartwatches e computadores por dispositivos com assistentes virtuais no prximo ano.

Se confirmado, o cenrio pode ser um “prato cheio” para as empresas de tecnologia.

Via: Ilumeo

GarotoProdigio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *