YouTube exclui vídeo de fundação do Itamaraty que contraria o uso de máscaras

YouTube exclui vídeo de fundação do Itamaraty que contraria o uso de máscaras

O YouTube removeu um vdeo da Fundao Alexandre de Gusmo (Funag), rgo ligado ao Ministrio das Relaes Exteriores, conhecido por Itamaraty, por ser passvel “de causar danos fsicos graves ou morte”.

Intitulado “A nocividade do uso de mscaras”, o vdeo faz parte de uma srie de seminrios denominada “A conjuntura internacional no ps-coronavrus” e que questiona evidncias cientificas relacionadas pandemia da Covid-19.

ReproduAo contrrio do que foi dito no vdeo, as mscaras so, atualmente, um dos principais mtodos de prevenir a Covid-19. Foto:Foto: YouTube/Funag

O vdeo foi exibido no dia 3 de setembro e o palestrante Carlos Ferraz, da Secretaria Nacional da Juventude do Ministrio da Mulher, da Famlia e dos Direitos Humanos, afirma, sem apresentar evidncias cientficas, que as mscaras fazem mal sade das pessoas saudveis.

Aps a transmisso, a Funag corta os vdeos e os coloca separadamente no canal. Foi uma destas fragmentaes, intitulada “A nocividade do uso de mscaras”, que foi removida pela plataforma.

Ferraz, que tambm professor na Universidade Federal de Pelotas, declara que “a mscara no s incua no combate pandemia, mas tambm nociva, causa problemas de sade”.

A informao, alm de no possuir qualquer fundamento cientfico, vai contra a orientao da Organizao Mundial da Sade (OMS), sobre o uso das mscaras ser fundamental para auxiliar o combate ao coronavrus. Isso porque o acessrio reduz a quantidade de partculas virais expelidas, ajudando a conter a disseminao da doena.

Polticas do YouTube

A plataforma informou, por meio de uma nota, que “tem polticas claras sobre o tipo de contedo que pode estar na plataforma e no permite vdeos que incentivam atividades que possam causar danos fsicos graves ou morte”.

Entre essas aes nocivas, esto os desafios perigosos, instrues de como matar ou ferir, promover curas ou remdios perigosos e muitas outras. Qualquer contedo, seja vdeo ou comentrio, que violem essa poltica so removidos e o autor notificado. Aps trs notificaes, o responsvel excludo do YouTube.

ReproduDemais vdeos do seminrio permanecem na plataforma. Foto: Reproduo/YouTube

A plataforma ainda destaca que qualquer proprietrio de contedo removido possui 30 dias para contestar a deciso. Alm disso, “qualquer usurio que acredite ter encontrado um contedo em desacordo com nossas regras pode fazer uma denncia”.

Outros vdeos do seminrio continuam no ar. Em alguns deles, os convidados criticam a OMS, a China, e afirmam que a pandemia utilizada para controle poltico. Em uma das fragmentaes, o mesmo Carlos Ferraz ainda critica o isolamento social, outra medida considerada fundamental para o combate ao coronavrus.

Via: Uol

Confira em tempo real a COVID-19 no Brasil:

GarotoProdigio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *